top of page
  • Foto do escritorArco da Palavra

Por quê as pessoas tem tanto medo de Exu?


(Imagem extraída do Pinterest, autoria desconhecida)

Exu representa a não dualidade, ao passo que a mente humana é dual. Para o homem, é muito difícil enxergar numa mesma realidade a co-existência dos opostos. Em geral, aprendemos a vibrar no padrão da exclusão. E é natural pensarmos sobre nós mesmos, os outros e os acontecimentos que precisamos “OU ir por aqui, OU por ali”, que o que nos acontece “OU é bom, OU é mal”, que determinado local “OU é luminoso, OU sombrio”. Essa percepção não condiz, no entanto, com aquilo que Exu ensina sobre a verdade da vida. Para Exu, tudo está integrado. Uma pessoa que contém luz, contém também sombra. Um local ou experiência que é bom, é também ruim. A realidade, pelas lentes de Exu, não é “chapada”: ela tem texturas, dimensões e relevos. Podemos dizer que Exu consegue acessar esses “meandros”, que quase sempre nos escapam. Podemos dizer também que Exu é um profundo conhecedor da alma humana, justamente pela sua capacidade de “penetrar” aquilo que não está visível à olho nu para a maioria das pessoas. E esse é um dos fatores pelos quais tantas pessoas sentem medo de Exu. No fundo, elas tem medo de conhecer as suas próprias entranhas. E Exu é capaz de levá-las até lá.


É por conta dessa habilidade que o pensamento colonial acoplou a ideia de demônio à Exu. Pois se os homens conhecessem a si mesmos, compreendessem a sua natureza dual e também enxergassem a natureza dual dos outros seres e espaços, não seria possível que apenas uma forma de pensamento, culto, religião e arte se impusesse sobre as demais, fosse considerada a “mais bondosa”, a “mais santa”, a “mais iluminada”, a “mais pura”.

A demonização de Exu é, em última instância, um projeto de demonização da liberdade, do direito à celebração e ao encontro e encanto das diferenças que, quando bem instaurado, forma um terreno fértil para a semeadura de todo tipo de intolerância religiosa, preconceito, violência e ruptura. Resgatar Exu não enquanto culto, mas fundamentalmente enquanto dinâmica, poética e conceito, que nos permite formular novas compreensões sobre a existência e a natureza da criação é um dos nossos objetivos com o S E I V A: Circuito de Nutrição Espiritual para Criadores e Empreendedores - Ciclo I: A Seiva dos Orixás Para se inscrever para o circuito, envie um e-mail para arvorescermentoria@gmail.com com o título "Seiva" e nos conte um pouco sobre você e por quê acredita que esse trabalho pode te ajudar.


Assita ao nosso primeiro encontro "Seiva de Nanã", disponível no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=r3W5uJ9nFjg&t=3665s

Por Mariayne Nana, escritora, bacharel em letras, mentora de projetos autorais e médium de Umbanda


E Filippi Fernandes, historiador, mestre em ciências políticas, escritor e assistente de Umbanda

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Oração de Proteção para os Exus Guardiões

Senhor da alegria rara Peço a proteção de tua coroa Na travessia do meu caminhar Peço a riqueza de tua presença No que em mim se fecha e se morbidifica Peço a força de tua dança na libertação de meus

Ciclos

Commentaires


bottom of page