top of page
  • Foto do escritorNana Sipora

A mensagem: escrita em nenhum lugar, pulsando em todos os lugares

Quando olhamos para o passado é para compreender a mensagem que deve ser transmitida ao futuro. A mensagem é, em geral, aquilo que não está escrito em nenhum lugar, mas está pulsando em todos os lugares.


Cada um de nós é um ser singular. Somos portadores de uma mensagem e precisamos, cada vez mais, nos tornar conscientes dela para conectar os elementos e nos sintonizar com frequências que favoreçam uma distribuição inteligente e uma tessitura profunda dessa mensagem.


Portar a voz, a comunicação, a articulação entre as palavras é um dos dons que singularizam o humano diante dos outros animais. Enquanto a comunicação na natureza é de base instintiva e está ligada a sobrevivência, a comunicação humana há muito já ultrapassou esse caráter primitivo do seu contexto de surgimento.


Atualmente, podemos dizer que vivemos até em uma era da saturação do uso das palavras, com milhares de informações sendo processadas e compartilhadas por segundo através de diversos canais de comunicação disponíveis em nossa sociedade.


Não nos falta informação. Mas muitas vezes nos falta o silêncio e o estado contemplativo para captarmos e elaborarmos a mensagem que está pulsando em nossas raízes, nos desafios e superações de nossos ancestrais, em nossos relacionamentos e experiências de vida...


O que chamo de mensagem aqui faz parte de um campo sutil da existência, de algo que talvez ainda não esteja traduzido em palavras em nossas vidas, mas que já está pulsando nas "entrelinhas" dos acontecimentos.


Na Cabala Ancestral, aprendemos que existem duas linguagens. Uma é essa que conhecemos usualmente, feita de palavras. A outra é menos usual, porém não menos potente e expressiva. Ela é feita de silêncio. É a linguagem que toda a natureza fala e que nós, por 'descostume', desaprendemos a falar.


É nesta linguagem que estão as mensagens mais importantes de nossas vidas. E também a mensagem que nossos projetos e criações, como frutos dessas vivências, podem transmitir. Ela já está lá, mas muitas vezes velada. À espera de uma ocasião propícia para que desabrochem na flor da nossa escuta.


A mensagem, no sentido que estamos falando aqui, não é fruto de um discurso, de uma retórica, de nenhuma tentativa de persuasão...


Ela é aquilo que brota da semente do silêncio e que mesmo após um tempo de seca e de estiagem pode alcançar a estação de sua florescência.


É como um rio que corre nas costas de uma paisagem e vai desenhando a sua presença com uma suavidade caudalosa e firme, que se disponibiliza aos ouvidos daqueles que se permitem esvaziar-se de muitos ruídos sem sentido para serem preenchidos pela totalidade expressiva daquilo que um simples rio na manifestação do seu curso quer dizer.


Estar calmo e tranquilo, aberto e receptivo é fundamental para captarmos essa mensagem.


E esse é o segundo passo que desenvolvemos juntos na Mentoria Arvorescer, investigando o campo sutil que pulsa e se expressa em nossas criações.

Saiba mais sobre a Mentoria Arvorescer:


Com carinho,


Mariayne Nana (Sipora)







20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Oração de Proteção para os Exus Guardiões

Senhor da alegria rara Peço a proteção de tua coroa Na travessia do meu caminhar Peço a riqueza de tua presença No que em mim se fecha e se morbidifica Peço a força de tua dança na libertação de meus

Ciclos

Yorumlar


bottom of page